Diverticulose

 

Tratamento Clínico

Mudança nos hábitos de vida: são mudanças no comportamento do paciente que podem contribuir para alívio dos sintomas: evitar refeições grandes, evitar comer 3 horas antes de dormir, elevar a cabeceira da cama, evitar o fumo, evitar café e alimentos gordurosos.

Medicamentos: os inibidores de secreção ácida do estômago como omeprazol e lansoprazol mostram eficácia muito boa na melhora dos sintomas bem como na cicatrização da esofagite. Os pró-cinéticos como domperidona atuam no esvaziamento mais rápido do conteúdo gástrico dessa maneira diminuindo o volume do refluxo.

Tratamento Cirúrgico

Na persistência dos sintomas ou persistência de alterações endoscópicas mesmo com o tratamento clínico a cirurgia deve ser considerada.

A cirurgia preconizada nesta caso é a fundoplicatura esofágica que nada mais é do que a realização de uma válvula com o fundo do estomago para impedir o mecanismo de refluxo. Esta cirurgia é realizada através de via laparoscópica, com 4 pequenas incisões de 0,5 a 1 cm e o paciente geralmente recebe alta após 2 dias.

Cirurgia Robótica

Em alguns casos a hérnia de hiato é muito volumosa fazendo com que grande parte do estômago migre para a cavidade torácica causando muito desconforto ao paciente. Neste caso a cirurgia se torna mais complexa e as pinças laparoscópicas normais montram-se limitadas para realizações desse procedimento.

Com a cirurgia robótica, além de melhor visualiazação do campo cirúrgico graças a imagem tridimensional, o cirurgião tem mais liberdade de movimento com as pinças robóticas podendo trabalhar muito melhor sobre as estruturas anatômicas, o que faz diferença nesses casos mais complexos.

Dr. Vladimir Schraibman

Graduado em Medicina pela Universidade Federal de São Paulo, com mestrado e doutorado em Ciências Médicas pelo Departamento de Cirurgia da Universidade Federal de São Paulo - Escola Paulista de Medicina, Dr. Vladimir Schraibman é especialista em cirurgia geral, gastrocirurgia e orientador de Cirurgias Robóticas da área de Cirurgia Geral e do Aparelho Digestivo do Hospital Israelita Albert Einstein (Proctor Intuitive Robotic System) e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Videolaparoscópica (Sobracil). É médico colaborador do Setor de Fígado, Pâncreas e Vias Biliares do Departamento de Cirurgia da Universidade Federal de São Paulo, além de integrar o corpo clínico do Hospital Albert Einstein. Tem diversos artigos publicados em revistas e jornais científicos do Brasil e do exterior, além de intensa participação em congressos nacionais e internacionais.


Especialidades: